Sou formado em jornalismo pela Universidade Metodista. Em 2016 completo 31 anos de profissão.

            Passei pelas redações do Grupo DCI, Editora Globo, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo (editor de fotografia) e Agência Brasil, em Brasília (gerente de imagem).

            Estive presente em fatos marcantes no jornalismo nacional e internacional:  Copas do Mundo de 1998/França;  2002/Coreia-Japão; Jogos Olímpicos Sidney/2000; Visitas dos Papas Bento XVI (2007) e Francisco (2013); conflitos agrários e indígenas; caso PC Farias e seu envolvimento com a máfia italiana (Grande Prêmio Folha de Jornalismo); massacre de Eldorado dos Carajás; impeachment da presidente Dilma Rousseff e outros.

            De 1994 a 1999 atuei na sucursal da Folha em Brasília, cobrindo política e economia.  Em 2003 fui o único fotógrafo brasileiro a cobrir a Guerra do Iraque junto com Sérgio Dávila, atual editor-executivo da Folha de S. Paulo, cobertura que nos rendeu o Prêmio ESSO de Reportagem e a publicação do livro ‘Diário de Bagdá’. Retornei ao Iraque em 2005, 2010 e em março/2013, acompanhando o desenrolar da ocupação americana e os dez anos de guerra.  

           Fui fundador e sócio do Portal Fotos Públicas.

           Ganhei por três vezes o Prêmio Comunique-se como Repórter de Imagem e fui finalista em nove edições. Conquistei ainda os prêmios da CNT, ABAL, Grande Prêmio Folha e Prêmio Folha de Fotografia.

           Em 2009 cobri a fome na Etiópia e minhas fotos estão no livro ‘O Mundo não é Plano’, de Jamil Chade.

            Morei em Angola (2012) e Panamá (2014) onde atuei em suas respectivas campanhas presidenciais.

            Estive em grandes coberturas internacionais em mais de 30 países.

            Atualmente sou repórter fotográfico independente e consultor de imagem no segmento editorial e corporativo.  Sou palestrante e continuo como colaborador da Folha de S. Paulo além de desenvolver projetos pessoais.